sábado, 20 de novembro de 2010

Pecado!

   O veneno que sai da minha boca cai no chão e escorre no piso que me sustenta, em segundos estou caindo, em segundos já estou em outro mundo me afogando em mentiras.
   Aonde estou? Apenas consigo ouvir a minha respiração, alias, nem sabia como ainda conseguia respirar. 
   Todo essa veneno corroeu o chão que me sustentava, todo esse veneno afastou as alegrias, todo esse veneno acabou com a minha vida... e todo o veneno que soltei agora é levado pelo vento e vem parar aqui, nesse maldito castigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário