domingo, 19 de dezembro de 2010

Submerso

   Silêncio! Ouça o som da minha voz perturbante que chega aos seus ouvidos e provoca algo inexplicável dentro de você, apenas escute o que eu tenho para dizer, e que você nunca deixou durante tantas semanas que passamos juntos por medo de sentir o mesmo, sssshh...
   Tenho em minha mente todos os detalhes do dia em que as ondas do mar colidiam com as pedras e que a lua estava brilhando só pra você, lembro perfeitamente do seu sorriso marcante.
   Foi sem duvida uma linda historia que você fez questão de esconder dentro do armário do porão. 
   Me arrependo de ter insistido em te conquistar, agora vejo que pessoas selvagens como você são impossíveis de serem domadas, tão selvagem que me atacou, arrancou o meu coração e jogou no mar para colidir com as pedras.
   Agora quero que você viva com a consciência pesada por saber que é a causadora do meu sofrimento.
   Nosso amor foi parar no fundo do mar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário