domingo, 17 de março de 2013

Just Be Bright


   As irmãs puxavam uma oração, culto a uma santa. Mostravam em suas vozes a mais pura fé, enquanto Bridgit as ignorava olhando a igreja e os fieis com o mais puro desprezo. Se perguntava a todo o momento onde estava o vinho.
   Bridgit, não tem problema mentir para si mesmo se a vida não lhe da outra opção. Eu sei, só tem 17 anos e já é tão prepotente. Ninguém vê o que você vê, é o que você é, pensa como você, se veste como você, mas todos fingem como você.
   Seria um erro ser você mesma ou sorrir para as pessoas? Usar um vestido vermelho mesmo não sendo sensual, ou até mesmo dançar descoordenadamente Lago dos Cisnes. Você tem que continuar a ser a boneca de porcelana da mamãe, falar que não acredita em Deus então, ele que te livre.
   Quando entrou na adolescência quis brincar de ser inquebrável, agora esta toda trincada. Entretanto, quem se importa? Você só quer um lugar para beber uma taça de vinho, enquanto escuta Stravinsky e morre sendo corroída pelas regras de boa moça.